Música – Projetos paralelos que dão certo

Entrevistando essa semana um músico brasileiro – não vou relevar o nome porque ainda não foi publicada – conversei com ele sobre um projeto paralelo dele a sua banda principal e a excelência deste trabalho.

Isso me fez pensar algumas coisas. A maioria dos projetos musicais paralelos são bons, muito bons em caso de artista de extrema competência, como o caso do músico em questão.

Ponderei muito sobre olhar de fã, depois da conversa, e calculei os projetos paralelos dos músicos da minha banda favorita, o silverchair.

O principal compositor da banda, Daniel Johns, que também era (porque a banda está em um hiato) o guitarrista e vocalista, foi o primeiro a lançar um trabalho paralelo. O “The Dissociatives“.

O projeto, em parceira com o talentosíssimo Paul Mac, voltado para música eletrônica feria meus ouvidos de fã. Eu nunca fui radical ao ponto de achar que não era música de qualidade, é de boa qualidade, mas não me foi agradável. Talvez pelo fato de silverchair ser uma banda de rock de som muito próprio, sei lá.

Aí veio o Tambalane, projeto do baterista do silverchair, Ben Gilles, com o vencedor do Australia Idol, Wesley Carr. A banda de rock contemporâneo com toque de indie tinha tudo para ser odiada por mim, mas eu adorei (risos).

Talvez seja pela alegria da música, que parece ser a do Ben todos os dias da vida dele, mesmo quando ele paga de metido e eu brigo (literalmente) com ele (2003’s feeling).

Pouco depois do silverchair anunciar sua parada por tempo indeterminado, Daniel Johns entrou como pianista, cantor, compositor e arranjador em um projeto intitulado ‘Atlas‘ da  incrível Australian Chamber Orchestra.

Como eu gosto pouco de música clássica, nem preciso dizer que amei.

Meses depois, em setembro de 2012, o Ben Gilles lançou uma nova banda, onde ele canta – o que é um must. A banda se chama Bento, e faz estes rocks chicletes moderninho, mas do qual não se discute a qualidade.

Então, depois da conversa com o músico brasileiro, repensei os projetos paralelos dos músicos do silverchair e vi que eles deram certo de alguma forma pra mim. Entretanto, o sucesso que conta é o de vendas e shows, o que no caso destes projetos deu certo.

Enjoy and share!
Ariane Ferreira

Anúncios